SEJAM BEM-VINDOS!

“Para sondar o inferno ou tornar-se angélico, tome uma pitada de psicoldélico”

Humphry Osmond

Permita que eu fale, 
Não as minhas cicatrizes.

Elas são coadjuvantes,
Não, melhor, figurantes
Que nem devia tá aqui.

Permita que eu fale,
Não as minhas cicatrizes.

Tanta dor rouba nossa voz
Sabe o que resta de nóiz?
Alvos passeando por aí.

Permita que eu fale,
Não as minhas cicatrizes.

Se isso é sobre vivência
Me resumir a sobrevivência
É roubar o pouco de bom que vivi.

Por fim, permita que eu
fale, não as minhas cicatrizes.

Achar que essas mazelas me definem
É o pior dos crimes
É dar o troféu pro nosso algoz
E fazer nóiz sumir.

EMICIDA (AmarElo, Laboratório Fantasma, feat. Pabllo Vittar e Majur)

O blog Psicodelia Capsiana, é o resultado das obras coletivas e individuais, criadas a partir do trabalho de arteterapia realizado no CAPS Adulto III, localizado na zona Sul de São Paulo, em Capela do Socorro, mais especificamente na Rua Guaiuba, 77.

Onde todas as sextas-feiras, entre 15:00 – 17:00, ocorre a oficina intitulada com o mesmo nome, inspirada nos moldes urbanos da cultura Hip Hop, somada à diversidade cultural de um Sarau e à energia jovem, rebelde e vibrante de um Slam.

Mais além, também tem o intuito de ser um alento, um bálsamo, de criar oásis nesse deserto cotidiano de estresse e preocupações. É aquele tom mais dinâmico e vivo, um amarelado que por vezes parece faltar nas paredes acinzentadas da cidade. Espaço este que tanto nas oficinas, quanto aqui, na blogosfera, preza por proporcionar alegria e momentos de felicidade – o prazer inexpressível que a poesia proporciona.

Todos as obras artísticas aqui divulgadas foram elaboradas pelos usuários do serviço de atenção psicossocial mencionado, a divulgação tem total consentimento e autorização de seus criadores, estando garantidos os devidos créditos autorais.

Atenciosamente.

Guilherme de Almeida Ferreira
Oficineiro no CAPS Adulto III - Capela do Socorro

ALGUMAS PSICODELIAS

  • Afeto

    2 de fevereiro de 2020 por

    Afeto… Eu, já vivenciei o afeto de varias formas, Vindo de vários lugares; Assim como já dei afeto para diversas pessoas Também já me negaram afeto. Há quinze anos, perdi um grande afeto: – O maior da minha vida! Com isso me perdi por completo. Não superei. Até hoje me perco no labirinto sombrio que… Leia mais

  • O Eu

    29 de janeiro de 2020 por

    O viajante que segue o caminho O opositor que vai contra a verdade Aquele que vê com clareza Aquele que se perde na ilusão. Ouve sobre o nascimento e crê teme sem saber oque é a morte Olha para o todo e está certo do que vê Olha para si mesmo e apenas vive! Aquilo… Leia mais

  • Pedras São

    28 de janeiro de 2020 por

    Talvez você não saiba Não saiba como empurrá-las Não tenha forças Para enfrentá-las. Talvez mais fácil Levá-las contigo A caminho do precipício Diante de toda a fraqueza… Da alma, da mente, Que se prolifera E se torna permanente. AUTORIA: Ana Maria dos Santos Rodrigues

  • Cotidiano

    28 de janeiro de 2020 por

    Choque de carros Vinda ao CAPS Pessoas nervosas Nos celulares. Tudo é medo Nesta vida Cheia de planos… AUTORIA: Silvino Otávio Prestes

  • O Jardim dos Desejos

    10 de novembro de 2019 por

    Ele, um ser superior, mágico em tudo que fazia. Os meus pensamentos mais favoráveis, tão milagroso, um lugar abençoado, por ele, meu pai. Nesse jardim, eu, uma menina, sonhava, ter bastante rosas, balas e muito chocolate. O meu pai, ele tão amoroso, fazia de tudo para me agradar. Em questão de presentear-me, com uma linda… Leia mais

Ver todos os posts

“Belchior tinha razão!”

ILUSTRAÇÃO: Daniel Brandão, desenhista, (estudiodanielbrandao.com).